Vagabundagem e pipoca

Ah, como era gostoso assistir Sessão da Tarde!

Impressionante como o tempo passa e as coisas mudam. Quem é adolescente hoje não tem noção de como a Sessão da Tarde já foi boa! No dia que estou escrevendo este post, o filme programado é “Geração X”, filmeco horroroso baseado no universo dos X-Men. Mas nem sempre foi assim. A sessão da tarde já exibiu filmes que o tempo tornou clássicos absolutos, pelo menos para mim. E aí, está a fim de viajar um pouco no tempo?

Gatinhas e Gatões (Sixteen Candles – EUA – 1984)

Você pode até nunca ter ouvido falar sobre John Hughes, mas com certeza já assistiu um filme dele. Responsável pelas melhores comédias adolescentes dos anos 80, Hughes apresenta aqui também Molly Ringwald, que se tornaria uma espécie de musa teen.

Karatê Kid – A Hora da Verdade (The Karate Kid – EUA – 1984)

Quem já tomou umas piabas dos valentões da escola com certeza vai se identificar com a
história de Daniel San. Traz Ralph Macchio, outra estrela adolescente dos anos 80 e o
clássico Pat Morita como o não menos clássico Sr. Miyagi. O filme mostra como qualquer um pode aprender karatê através de bricolagem (pintar cerca, encerrar carro, etc) hehehehe.

Splash – Uma Sereia em Minha Vida (Splash – EUA – 1984)

Filme que lançou o ultra-mega-hyper astro Tom Hanks e a caolha de Kill Bill Daryl Hannah. Além dos dois, traz um dos maiores comediantes da época, o saudoso John Candy. Comédia romântica como não se faz mais hoje em dia.

Um Tira da Pesada (Beverly Hills Cop – EUA – 1984)

Axel Foley é o cara! Eddie Murphy é o detetive de Detroit que vai a chique Beverly Hills
investigar a morte de um amigo. O estilo de Foley vai arrumar encrenca para ele com a
policia local, a qual ele dribla usando os seus métodos pouco ortodoxos (banana no escapamento e outras traquinagens). A música tema mais “The Heat Is On” também são absolutamente anos 80.

Clube dos Cinco (The Breakfast Club – EUA – 1985)

Tem John Hughes na direção e Molly Ringwald no elenco. Dizer mais o que? Sim, tem mais: além deles, Emilio Estevez e Anthony Michael Hall completam o elenco. Este filme é um verdadeiro estudo antropológico das panelinhas que existem em qualquer escola do mundo!

Os Goonies (The Goonies – EUA – 1985)

“Sloth quer chocolate!”. Goonies deveria ser assistido por qualquer diretor que tivesse idéia de criar uma aventura adolescente. Produzido por Steven Spielberg, a aventura dos amigos da baia Goon em busca do tesouro de Willy Caolho, enfrentando os infames irmãos Fratelli é um dos filmes mais legais da década!

Curtindo a Vida Adoidado (Ferris Bueller’s Day Off – EUA – 1986)

O gaiato Ferris Bueller (Mathew Broderick) decide matar aula enrolando os pais, alegando estar doente, para aproveitar um belo dia de folga junto de sua namorada (Mia Sara) e de seu melhor amigo (Alan Ruck) a bordo de uma Ferrari. Mas o diretor Rooney (Jeffrey Jones), que o odeia, irá fazer de tudo para pegá-lo no flagra.

Simplesmente o melhor filme teen dos anos 80! É a obra máxima de John Hughes e cultuado por milhões de nerds no mundo inteiro. Se você já matou algum dia de aula na vida, a identificação é instantânea.

A Garota de Rosa Shocking (Pretty in Pink – EUA – 1986)

Andie Walsh (Molly Ringwald) não faz parte da turminha dos mais populares da escola. Ela costuma andar com o figuraça Duckie (Jon Cryer, o Alan da série Two and a Half Men), que é gamado nela desde sempre. Mas aí ela conhece Blane (Andrew McCarthy), rico e popular. Preciso falar mais alguma coisa?

O Rapto do Menino Dourado (The Golden Child – EUA – 1986)

 

Eddie Murphy é Chandler Jarrell, detetive particular especializado em crianças desaparecidas que se envolve numa trama mística envolvendo o tal menino dourado, raptado por uma seita para lá de bizarra. Cabe a Jarrell, que é “o escolhido” bem antes do Neo, salvar o fedelho, e por conseqüência, o mundo.

Conta Comigo (Stand by Me – EUA – 1986)

Nos anos 50, quatro moleques se lançam numa jornada para verem o corpo de um menino atropelado por um trem. Durante a viagem, passarão por diversas situações que irão mostrar o que de fato é amizade e os fará amadurecer. Uma das melhores adaptações de Stephen King para o cinema (e supostamente com elementos autobiográficos), nenhum filme retrata o que é a infância e a amizade tão bem quanto este aqui. Muita gente chora ao assistí-lo.

Te Pego lá Fora (Three O’Clock High – EUA – 1987)

O adolescente Jerry Mitchell (Casey Siemaszko) é um cara sossegado. Tudo que ele quer na volta às aulas é ficar em paz. Mas incumbido de escrever uma matéria para o jornal
da escola sobre o novo aluno, Buddy Revell (Richard Tyson), comete o grande erro de encostar nele. Acontece que Revell é um brucutu com fama de psicopata, e não gosta que ninguém lhe rele a mão. Aí já era: Buddy informa a Jerry que às três da tarde, quando as aulas terminarem, eles irão brigar. E agora, Jerry? Que nerd nunca teve problemas com o valentão da escola? Identificação imediata. O final é catártico para todos que já foram aporrinhados por um mala sem alça acéfalo.

Curso de Verão (Summer School – EUA – 1987)

Um professor de educação física (Mark Harmon) é obrigado a ministrar um curso de verão (espécie de recuperação) para um bando de alunos bagunceiros e desinteressados. Fazer com que eles não bombem não é uma tarefa fácil. Mais um exemplar de filmes escolares. Divertido e despretensioso, tudo que um Sessão da Tarde precisa ser.

Namorada de Aluguel (Can’t Buy Me Love – EUA – 1987)

Ronald Miller (Patrick Dempsey) é um cara nada popular, mas eternamente gamado em
sua vizinha, a mais popular da escola. A oportunidade de ouro surge quando ele a livra de uma enrascada e literalmente a aluga. Cindy Mancini (Amanda Peterson) precisa fingir que está de caso com Ronald, pois isso o ajudará a ser mais conhecido na escola. Trata-se de mais um filme teen reprisado à exaustão. E embora não seja, parece bastante um filme do John Hughes.

Os Garotos Perdidos (The Lost Boys – EUA – 1987)

Família muda-se para cidade litorânea e o irmão mais jovem (Corey Haim) logo descobre que o lugar é infestado por vampiros. Com a ajuda de dois pretensos caçadores de dentuços (sendo um deles Corey Feldman), a turminha parte para acabar com a praga e salvar seu irmão mais velho (Jason Patric), que fora mordido. Misto de aventura, comédia e terror, mostra que Joel Schumacher, quando não está botando mamilos na roupa do Batman, é capaz de dirigir filmes bem divertidos.

Sem Licença Para Dirigir (License to Drive – EUA – 1988)

Les Anderson (Corey Haim) está louco para tirar sua carteira de motorista, pois para ele, a habilitação é sinônimo de liberdade. Mas o carinha é reprovado no teste teórico. No entanto, surge a oportunidade dele levar a garota dos seus sonhos (Heather Graham, em começo de carreira) num encontro. Para isso, o sujeito sem carteira rouba o carro do avô e se mete numa noite muito longa.

Quero Ser Grande (Big – EUA – 1988)

Um moleque (Tom Hanks), cansado de ser tratado como criança, vai a um parque de diversões e faz um pedido para uma máquina esquisita. Ele quer ser grande. Para sua surpresa, no dia seguinte ele acorda com um corpo de 30 anos de idade, mas com a mesma mentalidade de antes. E vai descobrir que ser adulto pode não ser tão legal quanto imaginava.

E ai, gostou? Odiou? Achou que ficou faltando o seu favorito? Mande as suas sugestões!

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someoneShare on Tumblr
This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

6 Responses to Vagabundagem e pipoca

  1. fgfgfgfgf says:

    fdsfdsafsdfdgdfgfdgfdgfdgf

  2. Priscila says:

    Oi Rossi!!
    Estava procurando fotos do Anthony e encontrei por acaso seu blog, e adorei.Realmente tem razão, já não passam filmes tão legais da “sessõa da tarde”, podiam começar a passar filmes antigos como esses q vc citou, q realmente são o máximo.
    Eu adoro tds eles.
    Parabéns pelo blog.
    Super Bj

  3. http://www.danielrossi.com.br – now in my rss reader)))
    ————————
    ad: http://hixoh.ru/

  4. http://www.danielrossi.com.br – now in my rss reader)))
    ————————
    ad: http://dewat.ru/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *