Filmes que você não vê mais hoje em dia… Parte 62

A Garota de Rosa Shocking

Lançado em 1986, o filme A Garota de Rosa-Shocking é mais um dos sensacionais trabalhos do gênio John Hughes, que nesta semana recebe mais uma homenagem do Projeto Autobahn, um super especial John Hughes – Teen Movies, tanto no site quanto na festa. Com certeza o cineasta foi o criador desse gênero de comédias românticas adolescentes, com muita consciência social, mostrando o confronto de classes e de comportamentos, que faz muito sucesso até hoje e nos anos 80.

Em Garota de Rosa-Shocking temos a maravilhosa Molly Ringwald interpretando Andy Walsh, uma estudante de 17 anos quase independente, que mora com o pai desempregado, trabalha em uma loja de discos e que, ao ganhar uma bolsa de estudos, enfrenta a barra de ter que estudar em um colégio freqüentado por alunos, em geral, ricos e fúteis. Seu único amigo na escola é o divertidíssimo Duckie, Phil Dale, interpretado por John Cryer, que tem uma quedinha por Andie, e que junto com Iona, a colega de trabalho de Andie, dão todo o toque de comédia ao filme.

Andie se apaixona pelo rico e popular Blane McDonough (Andrew McCarthy), amigo do vilão Steff, interpretado pelo eterno canalha James Spader, que em vários filmes dos 80 faz o papel do “filhinho-de-papai-yuppie-riquinho-metido-a-besta” que dá em cima de todas as garotas do colégio, namora com a mais popular, e quer de qualquer forma seduzir a garota mais pobre e estranha da turma só para tirar um barato. Como em todos os filmes do John Hughes esses tipos só se dão mal, com Steff não poderia ser diferente. Uma das cenas mais engraçadas e inteligentes do filme é a que Andie dá um fora sensacional em Steff, que ao falar: “Sabe, tenho saído com um monte de garotas desta escola. Não consigo entender o que faz você tão diferente.” e ouve de Andie: “Eu tenho bom gosto.”. Quer dizer, por ter bom gosto não sairia com ele de forma alguma.

Blane, porém, é totalmente diferente do “amigo” que por várias vezes tenta separá-los. É sensível, honesto, legal, e também se apaixona por Andie, sofrendo somente a pressão da turma por se interessar pela alternativa e completamente maravilhosa Andie.

Depois de um encontro casual na escola Andie e Blane começam a conversar e ele a convida para uma festa na casa de um dos seus amigos. Andie sabia que não seria aceita pelos amigos ricos e superficiais de Blane, mas vai à festa mesmo assim. Depois de ser tratada muito mal pela namorada do Steff, Andie pede para ir embora e Blane tenta levá-la para casa. Ela prefere que ele a deixe na Trax, a loja de discos em que trabalhava, confessando não querer que ele visse a casa onde ela morava. Ao deixá-la em casa, Blane a convida para o baile de formatura. Ela aceita, claro. Inconformado, Steff engana Blane, dizendo ter convidado Andie para o baile e que ela já havia aceitado o convite. Blane deixa o assunto no ar e ao ser questionado sobre o baile por Andie em um dos corredores da escola, diz a ela que já havia convidado outra pessoa. Ela fica perplexa e eles discutem, tirando alunos e professores das salas de aula. Andie vai ao baile com seu amigo Duckie, vestindo o famoso e eterno vestido rosa-shocking, desenhado e feito por ela mesma. No baile, arrependido, depois de perceber o erro que cometera ao dar crédito ao que Steff falava, Blane se e vai embora. Duckie convence Andie a ir atrás de Blane. Do lado de fora do baile os dois fazem as pazes e se beijam, dançando ao som de If You Leave do OMD, um dos momentos mais belos e sensíveis do filme.

Falando em música, a trilha sonora do filme é com certeza uma das melhores dos 80. Tem Smiths, New Order, Echo & the Bunnymen, OMD, Psychdelic Furs, Nick Kershaw, sendo que a maioria das músicas foram gravadas só em single e para o filme, vide Shellshock (segundo o New Order, a banda ficou quase 40 horas trancada no estúdio para fazer essa música, pois já estava na hora de começar o filme). Do New Order, além desta música, que faz parte da trilha original lançada em disco, durante o filme são tocadas também Elegia e Thieves Like Us.

Uma trilha sonora perfeita. Uma história apaixonante. E John Hughes.

Com certeza um filme eterno.

Formato: rmvb
Áudio: Inglês
Legendas: Português/BR

Download via Rapidshare

1 :: 2 :: 3 :: 4

Atendendo a pedido.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someoneShare on Tumblr
This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

5 Responses to Filmes que você não vê mais hoje em dia… Parte 62

  1. Paulo says:

    Rossi,
    Mal posso acreditar que vc tenha conseguido esse filme e em tao pouco tempo.
    Cara,tenho 29 anos, hoje sou medico e pai de um menino.Porem quando me remeto aos anos 80 algo de fascinante toma conta de mim…Sei la…acho que era feliz e nao sabia..hehehe
    De coracao,
    Mto obrigado.
    Paulo

  2. Nat says:

    Sou maluca por esse filme!!amo amo amo.Axo que eh pq me identificava com a Andy.
    Daniel,posta “”Älguem muito Especial”” e “”A lenda de Billie Jean”” please!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Beijinhos
    Natalia

  3. Joice says:

    Adoro esse filme, mas quando abri o arquivo, o mesmo estava corrompido..seria possível reupá-lo?

    valeu
    bjs

  4. Marcella says:

    Brigada pelo filme!! sempre quis assistir

  5. Lívia says:

    Eu tenho 19 anos mas não sei pq simplesmente AMO os anos 80.. Acho que todos sempre sentem um pouco de inveja da geração passada.. sentem que perderam o melhor da festa.. essa nostalgia… essa saudade de coisas que você nem sentiu e nem viu… Obrigada por postar o filme =]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *