Vale a pena vigiar os vigilantes?

Os fãs vão entender a piada?

Recentemente eu reli “Watchmen”, na expectativa do filme. Como sempre a experiência foi muito prazerosa. Ela é simplesmente uma das melhores HQ’s já feitas, e Alan Moore e Dave Gibbons merecem todo o crédito. Mas ao acabar de reler a revista, meu primeiro sentimento foi de medo. O que o nosso amigo Zack Snyder poderia fazer com aquela HQ, que já foi considerada inadaptável para o cinema? A resposta estreiou na última sexta-feira, e vem revelando sentimentos diversos por parte dos fãs e não-fãs.

O principal ponto é que Zack Snyder fez um filme que pode desagradar à dois extremos dos público. Os que nunca leram a revista e que nem sabem do que ela se trata, com certeza vão achar o filme lento em alguns momentos (sem trocadilhos com os slow-motions que o diretor adora). A narrativa é complicada, e para quem quer só um filme de pancadaria de heróis, vai ficar o sentimento de “o que está acontecendo”. Por outro lado, os fanáticos pela obra devem certamente torcer o nariz, pois como se trata de uma adaptação, e não de uma transcrição direta do gibi, várias partes foram esquecidas (principalmente nas sub-tramas) e alguns momentos chave foram modificados, para dar uma maior agilidade à narrativa cinematográfica e descomplicar a trama.

 

Watchmen estilo Show da Xuxa

Apesar de tudo isso, acho que o filme vai agradar em cheio aqueles que igual a mim, não esperavam que Snyder “psicografasse” Alan Moore direto para as telonas. O filme é bom, apesar dos problemas de ritmo e dos momentos poéticos-filosóficos do Dr. Manhattan, que são excelentes no gibi mas que no cinema ficaram um pouco exagerados. As cenas de ação são competentes, apesar de alguns exageros, pois ninguém alí tem super-poderes. A cena da Spectral atravessando um telhado e caindo de pé sem nem despentear a franja foi meio forçada. O meu destaque vai para Jackie Earle Haley e Jeffrey Dean Morgan que se destacaram como Rorschach e o Comediante. Os outros protagonistas se mantiveram na média, com destaque negativo para Matthew Goode, que fez um Ozymandias um pouco afetado demais na minha opinião.

Watchmen sem dúvida vale o ingresso, caso você esqueça as polêmicas mudanças na história, ou caso você não conheça a história e queria assistir a um bom filme de super-heróis um pouco mais denso dos que os Homens-de-Ferro da vida. Agora se você vibra com esses filmes descerebrados e com pancadaria desenfreada, Watchmen não é para você, tampouco no cinema como na HQ. É melhor você aguardar pelo novo filme do Wolverine…

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someoneShare on Tumblr
This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

One Response to Vale a pena vigiar os vigilantes?

  1. Да, жаль, что обновления на блоге происходят не так часто, как хотелось бы.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *