Filmes que você não vê mais hoje em dia… Parte 119

O Exterminador do Futuro 2 (Versão Estendida)

Exterminador do Futuro 2 se tornou um clássico do cinema de ação e ficção-científica, um dos raros casos em que uma continuação supera o original. Trazer o exterminador de volta, agora como herói, poderia ter sido um estrondoso desastre se isso fosse feito por outra pessoa que não James Cameron.
Assisti ao filme mais de uma vez no cinema e depois em VHS, na TV e em DVD. Porém, por muito tempo não sabia que cenas cruciais ao filme tinham sido cortadas. Que cenas são cortadas em filmes não é novidade. A maioria delas não influi em nada no filme e, estão melhor onde estão, no limbo, ou nos extras dos DVDs, como mera curiosidade.
E, foi exatamente o advento do DVD, que trouxe de volta estas cenas importantes no filme O Exterminador do Futuro 2. Infelizmente, aqui no Brasil não foi lançada esta versão e, cheguei até mesmo a perguntar a distribuidora do filme no Brasil, que disse envolver problemas com direitos autorais.
Bom, aqui está um pequena lista das cenas que foram reintegradas a esta versão do filme:

Maldição, apagaram o Kyle – Kyle Reese (Michael Biehn), pai de John Connor (Edward Furlong), que morre no primeiro filme, aparece nessa cena, só que em sonho. Sarah Connor (Linda Hamilton) está no sanatório Pescadero, desesperada. Kyle aparece como numa visão, para dar-lhe ânimo, e avisa que ela pode mudar o futuro, pois este não está estabelecido.

Cachorro Dedo-Duro – T-1000 (Robert Patrick) invadiu a casa dos pais adotivos de John Connor e tenta localizá-lo se fazendo passar por sua madrasta. O T-800 (Arnold Schwarzenegger) consegue descobrir quem ele é trocando o nome do cachorro, que late sem parar. A cena em que o T-1000 vai até o cão e descobre que foi enganado não é mostrada no original. Ele arranca a coleira, matando o cão, e olha o nome verdadeiro na coleira ensanguentada. Uma cena em que ele vasculha o quarto de John Connor também foi restaurada ao filme.

Chamando Dra. Sarah Connor: uma das cenas mais interessantes, que foi cortada do original, é quando o T-800 autoriza Sarah Connor a mexer em sua CPU para ver se há algo errado com seu processador neural. Sarah abre a cabeça do exterminador e retira a peça, desligando-o. Ainda sem confiança na máquina, Sarah tenta destruir o processador com uma marreta, mas seu filho impede.
O mais intereressante é que a cena não foi nada fácil de ser filmada. Para que parecesse que a cabeça de Arnold Schwarzenegger estivesse sendo aberta, a irmã gêmea de Linda Hamilton, Leslie Hamilton Gaerren, teve de ser usada. Enquanto Linda mexia na cabeça de um boneco, do outro lado, a irmã de Linda mexia na cabeça do Schwarza, para que a operação parecesse estar sendo refletida num espelho, sendo que as duas sincronizavam perfeitamente os movimentos. Isso tudo deu um realismo incrível à cena.

Sorria, que a vida é bela: em outra cena, John tenta ensinar o T-800 a sorrir. Este até que tenta, mas não consigo definir se é bizarro ou engraçado ver Schwarzenegger tentar imitar um robô que está aprendendo a sorrir.

Não é nenhum Pentium: Myles Dyson (Joe Morton) aparece trabalhando no protótipo do processador neural (protótipo que é uma cópia do que foi encontrado no exterminador esmagado do primeiro filme). Ele explica à sua esposa o quão potente será esse processador e que fará os computadores atuais parecerem máquinas de calcular.

Procure a assistência técnica autorizada: depois de ter sido explodido em mil pedacinhos, o T-1000 volta com defeito. Esses não foram bem mostrados no original. Aqui, temos duas cenas significativas que mostram como ele está deficiente. Sua mão se funde momentaneamente com um cano que ele toca e seus pés estão se fundindo com o metal onde ele pisa.

Uni-duni-tê: a cena acima é essencial nesta outra. Como John Connor sabia quem era sua mãe verdadeira quando o T-1000 a duplica? A de trás aparece, mas nada indica que ela seja a verdadeira até que ela atira no T-1000. Mas na cena que foi cortada, John olha para os pés da mãe falsa e vê suas botas fundidas com o gradeado sob seus pés.
Nesta versão só não está incluida o final alternativo, onde as máquinas não dominaram o mundo. Sarah, envelhecida (com uma maquiagem mal feita), relata, em um gravador, sua história e como ela conseguiu chegar a esse futuro melhor. John Connor, adulto (retratado pelo ator que sempre aparecia lutando contra as máquinas), brinca com sua filha num playground. Ele agora é um senador. A saga terminaria aí.

Este final pode ser visto no vídeo abaixo:
http://www.forum.clickgratis.com.br/farra/t-10347.html

Formato: rmvb
Áudio: Inglês
Legendas: Português/BR

Download via Rapidshare

1 :: 2 :: 3 :: 4 :: 5 :: 6 :: 7 :: 8 :: 9

Senha: http://farra.clickforuns.net

Conhece o F.A.R.R.A?

ATENÇÃO: Colabore com o Blog do Rossi clicando nos anúncios!

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someoneShare on Tumblr
This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *