Beatles Rock Band e um sábado de chuva

Uma puta chuva lá fora. A sala da minha casa está toda escura, parecendo noite. A única luz vem da tv e do azul cintilante do leitor do meu Wii. Acabei de colocar o meu Beatles Rock Band nele. Por motivos alheios a minha vontade ($$$) não pude comprar o bundle maravilhoso com bateria, microfone e quinquilharias mais. Estou usando a minha guitarrinha velha de guerra do Guitar Hero Aerosmith (que por alguma razão bizarra era a mais barata quando fui comprar… foi mal Aerosmith). Legal que o jogo seja compatível com toda sorte de instrumentos lançados.
Logo que você enfia a bolachinha no Wii, a abertura do jogo já é uma das coisas mais bonitas e bem feitas que eu já vi em um jogo de videogame. Com o fato que Beatles é a melhor banda de todos os tempos, seria muito difícil que os produtores conseguissem a proeza de estragar esse jogo. A fórmula é manjada, é claro. Já existem dezenas de jogos com a mesma mecânica e dinâmica. Mas a grife dos fab-four deu um toque de classe ao jogo que não existe em nenhum outro jogo musical. E essa mesma grife forçou os caras da produtora a fazer um trabalho de primeira. Não dá para negar: o jogo te cativa no momento em que você o coloca no console.

Quando você começa o “Story Mode”, você é transportado para o Cavern Club. Só de ver a ambientação perfeita do clube onde tudo começou já valeu o jogo. De lá, você vai evoluindo e passando por outros lugares importantes para a carreira da banda, como o programa americano do Ed Sullivan ou o Budokan no Japão, todos eles ambientados e recriados com esmero pelos programadores e designers.
Nesse momento, o que me intrigava era como eles levariam o jogo adiante, afinal os Beatles depois de um tempo desistiram das turnês. Eles não conseguiam ouvir a própria música com todo o estardalhaço que a platéia fazia. Resolveram se dedicarem as experimentações em estudio, no famoso Abbey Road. É a partir dessa parte que o jogo fica mais fantástico ainda. Quando você começa a tocar, os gráficos mostram os quatro em estúdio, mas é só a música embalar que o jogo começa a mostrar clipes muito legais, que mais parecem uma viagem de ácido do que um game. O difícil é conseguir prestar atenção no que você está tocando com gráficos tão exuberantes rolando na tela.
Se você é fã dos Beatles, ou curte jogos musicais, The Beatles Rock Band é obrigatório. Pelo menos para o Wii, acho que é o melhor jogo no quesito diversão disparado.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someoneShare on Tumblr
This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *