O “novo” Karate Kid

Karate Kid Poster

Jaden Smith é o novo Karate Kid

Refazer um filme emblemático para uma geração raramente é uma tarefa fácil. As gôndolas de DVDs das Lojas Americanas estão cheias de tentativas, por apenas R$ 9,90. A principal dificuldade, em minha opinião, é fazer com que o filme justifique a sua existência. É realmente necessário existir uma nova franquia Karate Kid?

Certamente os produtores do novo filme dirão que este não é um “remake”, mas sim uma “reimaginação” da franquia, se é que essa palavra existe. Porém, o filme usa passagens de roteiro, seqüências e até mesmo diálogos do original de 84. Ele definitivamente é um remake. E remakes têm que justificar sua existência.

A linha guia do roteiro original segue a mesma premissa do filme original: mãe solteira que perde o emprego tem que se mudar para um novo lugar, e o filho adolescente (pré-adolescente no caso) têm dificuldades para se adaptar ao novo lugar, e passa a ser hostilizado pela garotada local. Está tudo lá: o flerte com a garota local, as surras, o mestre improvável que aparece para ajudar.

Jackie Chan e Jaden Smith

Jackie Chan é legal, mas não é Pat Morita

Só que é ai que surgem os problemas: Jaden Smith não é Ralph Macchio e, apesar de todo o seu carisma, Jackie Chan não é Pat Morita. Não existe aquela química de aprendiz e o velho mestre, até porque Chan é mais novo do que Morita quando este fez o papel de Sr. Miyagi.

E os personagens “adolescentes” estão mais novos também, então ao invés de termos um velho mestre ensinando uma lição a marmanjos mal intencionados, temos Jackie Chan dando uma surra em moleques. Mesmo a premissa do interesse romântico do personagem principal se torna pueril demais para ter relevância.

O que pode ser apontado como melhor neste remake fica apenas na parte técnica. É claro que o orçamento é muito maior também. Temos cenas muito boas mostrando lugares magníficos na China e lutas mais bem coreografadas. Lutas estas que não têm nada de Karate por sinal.

Daniel Larusso e Sr. Myiagi

Isto é Karate Kid!

No final das contas, o novo Karate Kid não agrada aos velhos fãs e acaba sendo apenas mais um filme descartável para pré-adolescentes. E por ter este público alvo, tem mais um problema sério: a duração. 140 minutos é uma duração extremamente exagerada para um público tão novo. O que aconteceu com os filmes de ação com uma hora e meia e três atos? Karate Kid tem uma ou outra lição para aprender com Stallone e seus mercenários…

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someoneShare on Tumblr
This entry was posted in Entretenimento and tagged , , , , , . Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>