Top 10: Os pilares do Rock Pauleira

O rock pesado possui tantas denominações que é até complicado escrever sobre o tema. Sempre vai ter alguém argumentando que tal música não é heavy metal e sim speed metal, que a outra é rock alternativo e não grunge e assim por diante. Por isso quando pensei em escrever este post, lembrei deste termo que há muito eu não escuto mais sendo usado, mas que sintetiza de uma forma que só os brasileiros conseguiriam um estilo de música. Quando falamos de “rock pauleira”, pode-se citar desde Queen até Iron Maiden, de Motörhead a Deep Purple, de Metallica a Poison.  Todos estão cobertos pelo selo de “rock pauleira”. Isto posto, fico mais a vontade para eleger o meu top 10 pessoal das melhores músicas de rock pesado de todos os tempos. Vale lembrar que apesar de ser um top 10, as músicas não estão em ordem alguma, pois considero todas elas importantes.

10 – Born To Be Wild (Steppenwolf)

Talvez o maior hino dos motoqueiros (ou motociclistas se você preferir) do mundo, “Born To Be Wild” foi a primeira música onde o termo “heavy metal” foi ouvido. O Steppenwolf foi criado em 1967. Seus maiores êxitos foram mesmo esta música e “Magic Carpet Ride” de 1968. De 1970 em diante, a banda acabou e voltou várias vezes, sem conseguir o mesmo sucesso. John Kay, líder e vocalista da banda já gravou vários álbuns solos também.

9 – Kashmir (Led Zeppelin)

O Led Zeppelin é referência quando se fala em rock pesado, mas é quase sempre lembrado por “Stairway To Heaven”, o que em minha opinião é uma injustiça, pois a banda possui inúmeras músicas tão boas ou até melhores que ela. Gravada no álbum “Physical Graffiti” de 1974, Kashmir é uma porrada de mais de 8 minutos de duração que mostra todo o poder de Jimmy Page na guitarra. Robert Plant chegou a dizer em entrevista que Kashmir é a canção definitiva do Led Zepp.

8 – Paranoid (Black Sabbath)

Em um álbum que contêm clássicos como “War Pigs”, “Eletric Funeral” e “Iron Man”, uma canção que foi composta as pressas apenas para fazer número no disco (a gravadora achava que este estava curto demais) não deveria se destacar muito não é? Não foi o que aconteceu com “Paranoid”. A música ficou tão boa que acabou sendo o primeiro single e dando nome ao segundo disco da banda inglesa. Este se tornou o maior êxito de Ozzy e seus asseclas, arrematando nada mais nada menos que sete discos de platina e um de ouro em 1970.

7 – Smoke On The Water (Deep Purple)

Com a letra baseada em fatos reais ocorridos com a banda (o incêndio no Cassino de Montreux durante um show de Frank Zappa), “Smoke On The Water” é sem dúvida uma daquelas músicas que todo guitarrista já tocou ou um dia tocará. Até o personagem Jake, de “Two And A Half Men” já apareceu tocando-a. Lançada no clássico álbum “Machine Head” de 1972, a música era considerada “fraca” pela banda, que a lançou em formato de single apenas um ano depois. Este por sua vez chegou ao quarto lugar da Billboard americana, sendo o maior sucesso da banda em todos os tempos.


6 – Welcome To The Jungle (Guns’ n’ Roses)

Para não falarem que só citei músicas com mais de 40 anos de idade, vamos avançar até o final dos anos 80 e início dos 90, quando o Guns’ n’ Roses dominava a cena e lançava o seu mais polêmico (e na minha opinião, melhor) disco: “Appetite For Destruction”. Esta música representa muito bem o que o Guns e tantas outras bandas do período, que se aventuravam pela selva da cidade grande e acabavam sugadas por seus prazeres e tormentas. A escolhi entre as outras canções do álbum por considerá-la a mais crua e direta e ao mesmo tempo elaborada musicalmente.


5 – We Will Rock You (Queen)

Direta, rápida e potente, esta música do disco “News Of The World” é sem dúvida o cartão de visitas do Queen e representa de certa forma o conceito de “rock pauleira”. Ela já foi usada de todas as formas imagináveis, e sua introdução de bateria é automaticamente reconhecida assim que começa a tocar.

4 – Rock And Roll All Nite (Kiss)

O Kiss já era uma banda de relativo sucesso em 1975, mas foi com “Rock And Roll All Nite” e o disco “Dressed To Kill” que eles foram elevados a condição de lendas do rock. Assim como os outros clássicos despretensiosos desta lista, a música se tornou um hino definitivo ao estilo de vida rock and roll, e consta facilmente em qualquer lista de melhores canções de rock de todos os tempos.


3 – Back In Black (AC/DC)

Muitos podem torcer o nariz e dizer que o AC/DC era melhor com Bon Scott nos vocais. Concordo que Scott foi uma figura única na história do rock, mas o disco “Back In Black” é a maior história de volta por cima da história da música. Imagine uma banda que remou, remou e quando conheceu o sabor do sucesso perde o seu vocalista e símbolo máximo. O destino mais previsível seria o fim da banda é claro, mas não foi o que aconteceu com o AC/DC, que simplesmente voltou com um álbum que já vendeu mais de 50 milhões de discos, e tem em sua faixa que dá nome, um clássico indiscutível do rock.

2 – Run To The Hills (Iron Maiden)

O Iron Maiden é na minha opinião a banda mais importante do Heavy Metal depois do Black Sabbath. A donzela de ferro foi responsável pela invasão britânica de bandas que ocorreu nos anos 80 nos Estados Unidos, o que consolidou o gênero e ajudou a expandir as fronteiras do estilo. O ponto alto da discografia dos caras me parece ser “Powerslave”, ao lado de “The Number Of The Beast”. Porém, em “Powerslave” a banda já estava consolidada como sucesso, o que garantiu a maior visibilidade ao disco. E se existe uma música que consolida o estilo do som da banda, é “Run To The Hills”. Está tudo ali no seu máximo, com a melhor e mais clássica formação da banda.

1 – Long Live Rock And Roll (Rainbow)

Seria impossível fechar este top 10 sem mencionar uma figura que foi fundamental na história do rock pesado e que infelizmente nos deixou algum tempo atrás: Ronnie James Dio.  É claro que o Rainbow contava em sua formação com o monstro Ritchie Blackmore nas guitarras (a banda, afinal de contas, era dele). Mas para mim o Rainbow sempre foi a voz poderosa de Dio. É dele inclusive a criação dos “chifrinhos” que passaram a simbolizar o heavy metal, que ele contava que era um símbolo que a sua avó usava para espantar o mal olhado. E nada melhor para fechar este post do que colocar esta música para desejar realmente o que o seu título diz: Vida longa ao rock and roll!

Concordou com a lista? Não? Achou que ficou alguma música de fora? Mande o seu comentário clicando no link ai embaixo ou envie um tweet via @blogdorossi.

 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someoneShare on Tumblr
This entry was posted in Entretenimento and tagged , , , , , , , . Bookmark the permalink.

8 Responses to Top 10: Os pilares do Rock Pauleira

  1. Ronald says:

    Sua lista é boa, sem dúvida, mas – veja bem, com todo o respeito – me parece que qualquer lista dos 10 mais sem The Who fica devendo algo. E, Won’t Get Fooled Again chegou a ser escolhida por alguns peródicos do rock como a melhor música do gênero em todos os tempos. Abraços.

  2. Addy Holder says:

    Gostei da seleção, embora 10 opções seja muito pouco pra definir realmente quais as melhores.
    Born to be wild, pra mim, ganhou vida apenas com Slade em 72, mas realmente devemos dar créditos aos criadores. Abraços.

  3. Jackson says:

    Concordo com sua lista mais eu deixaria de lado o guns n roses. Abraço.

  4. samuel says:

    foda-se todos voces

  5. Gilmar Coimbra says:

    Mais do que nunca a coisa é pessoal e depende do gosto de cada um. Claro que gosto de todas, mas não incluir UFO aqui é, no mínimo para mim, uma falta de juízo.

  6. pauleirinha says:

    nhaum.

  7. Davi says:

    Bichinha… Vc é muito fresco…rock músicas boas, mas nada de rock pauleira

  8. Rafael says:

    Lista de polser rsrs,
    Symphony of destruction
    Tout le mond
    Leper Messiah
    For whon to bell tols
    Seventh of Seven son
    Wasted years

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *